sexta-feira, 17 de agosto de 2012

DIA DOS RELIGIOSOS E RELIGIOSAS

No terceiro domingo de agosto, mês vocacional, celebramos o dia dos religiosos e religiosas. O catequizando Renam, escreve um texto de agradecimento as irmãs franciscanas pelo maravilhoso trabalho que realizaram em Jaguarão, durante os vários anos em que estiveram morando em nossa cidade. Para celebrar este dia a catequese convida a todos para a Missa domingo, às 19h.



AS IRMÃS FRANCISCANAS


As irmãs franciscanas  estiveram por muitos anos aqui  em Jaguarão.

Na rua Quinze de Novembro esquina Barbosa Neto, funcionava a escola das irmãs ou freiras, inicialmente escola primária, depois Ginásio Carlos Barbosa e Escola Normal. As irmãs organizaram com os alunos uma bonita banda, que disputava nos desfiles de 7 de Setembro com as outras escolas.

As freiras por muito tempo foram responsáveis pela Santa Casa, Hospital. Finalmente ficaram trabalhando na catequese e pastorais da Igreja Imaculada Conceição. Ano passado 2011 as irmãs encerraram seu trabalho nesta cidade, a elas nosso agradecimento e nosso carinho pelos ensinamentos  e bem que nos fizeram. 
(Autor: Renam - Turma de catequese da catequista Vera Helena).

quinta-feira, 7 de junho de 2012




FÁBIO, Davison. Fé e beleza ocupam  AS RUAS. Revista Ave Maria. p. 30,31. Editora Ave Maria, Junho 2012.


EM JAGUARÃO
AS PARÓQUIA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO E DA IMACULADA CONCEIÇÃO
CELEBRAM JUNTAS A FESTA DE CORPUS CHRISTI NESTA QUINTA-FEIRA

CRIANÇAS DA CATEQUESE DESDE CEDO PARTICIPAM 
DA CONFECÇÃO DOS TAPETES

 MISSA FESTIVA
 INÍCIO DA PROCISSÃO
 DIÁCONO VALDEIR CARREGA O SANTÍSSIMO EM PROCISSÃO
 PADRE HAMILTON DÁ A BÊNÇÃO COM O SANTÍSSIMO AO FINAL DA PROCISSÃO

terça-feira, 29 de maio de 2012

terça-feira, 22 de maio de 2012

OS 7 DONS DO ESPÍRITO SANTO

Que o Divino Espírito Santo, nesta Novena em sua honra, nos fortaleça com seus dons!

Por isso rezemos, cantando...
Fonte do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=icx__-IBkGQ&feature=player_embedded


SEQUÊNCIA DE PENTECOSTES

Ref.: A nós  descei, divina luz, (bis)
    Em nossas almas acendei o amor, o amor de Jesus. (bis)

1. vós sois a alma da Igreja, vós sois a vida, sois o amor,
   Vós sois a graça benfazeja que nos irmana no Senhor. (bis)

2. Divino Espírito, descei: os corações vinde inflamar
   E as nossas almas preparar para o que Deus nos quer falar. (bis)
       Fonte: Livro a comunidade reza e canta, Diocese de Pelotas. n° 222, p. 105.


OS SETE DONS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

sábado, 19 de maio de 2012

FESTA AO DIVINO ESPÍRITO SANTO


ORIGEM E SIGNIFICADO RELIGIOSO DA FESTA

       A Festa do Divino Espírito Santo é uma festa cristã. A sua origem é tão antiga quanto o próprio cristianismo! O seu nome litúrgico é "Festa de Pentecostes".
       A palavra "pentecostes" é de origem grega e significa "cinquenta dias". No tempo de Jesus, a comunidade judaica celebrava uma festa típica, em agradecimento pelas colheitas, cinquenta dias após a Páscoa, da qual participavam judeus de todas as partes do mundo. Nesse dia, Jesus enviou sobre os Apóstolos o Espírito Santo (Atos 2). Repletos e animados pelo Espírito Santo, os Apóstolos começaram a pregar corajosamente a Boa Nova de Jesus Cristo, Senhor e Salvador.
       O texto do Livro dos Atos dos Apóstolos sublinha a efusão do Espírito Santo e dos seus Dons sobre os Apóstolos e a realização da Nova Aliança, selada por Deus em Cristo.
       O apelido "Divino" está a indicar a divindade do Espírito Santo: verdadeiro Deus, Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, ou seja, do Deus Uno e Único na Trindade das Pessoas (Pai, Filho e Espírito Santo).
       A vinda do Espírito Santo foi anunciada aos Apóstolos por Jesus como "Advogado" e "Consolador". De fato, é o Espírito Santo quem guia e conduz a Igreja pelos caminhos do mundo e da história. Jesus continua a sua obra salvadora, em prol de todos os homens, pela ação da Igreja, a qual, para cumprir sua missão, conta constantemente com a presença do Espírito Santo.
       A Igreja celebra a festa de Pentecostes com os paramentos vermelhos, símbolo e sinal do amor com que Deus nos ama e do "fogo" que aquece, ilumina e abrasa os corações dos discípulos de Jesus.
       O Espírito Santo é representado no símbolo de pomba. Já nas páginas do Novo Testamento encontramos este símbolo, transmitindo o sentido de  amor, pureza, paz, mansidão, bondade, vida nova.
       A plenitude da ação do Espírito Santo nos corações dos fieis é representada em forma de Sete Dons: Entendimento, Ciência, Sabedoria, Conselho, Piedade, Fortaleza, Temor de Deus.
              A cultura brasileira é bastante diversificada, devido às várias influências sofridas no decorrer dos séculos. Ela é aprendida através de um processo de transmissão dos mais velhos para os mais novos. São as chamadas linhas de transmissão, que se classificam em: família, escola, religião, trabalho, esporte e finalmente, a sociedade como um todo, vivenciada mediante os diversos grupos que a mantém.
       Apesar das influências européias terem marcado a cultura brasileira nos séculos XVI, e XIX, hoje vemos que esta conseguiu manter‑se pelos seus próprios hábitos e costumes, como vemos em nosso país de norte a sul, um povo que vive suas tradições, seu modo de viver, falar, comer, rezar, vestir e etc.
       Hoje, no século XXI, podemos falar de uma cultura tipicamente brasileira, sem dependência européia, com valores próprios, conquistados pelo povo desta terra, mediante sua própria forma de vida, suas riquezas, herdadas por Deus.

 Disponível em: <http://www.portaldodivino.com/Artigos/artigo95.htm>. Acesso. 19/05/2012

quarta-feira, 16 de maio de 2012

VISITA DAS CRIANÇAS DA CATEQUESE COM A BANDEIRA DO DIVINO

A Imperatriz da festa do Divino Espírito Santo deste ano, Helena Py Silveira e seus colegas de catequese, saem em visita aos  paroquianos, convidando para a Novena e Festa em honra ao  padroeiro da Paróquia Divino Espírito Santo e de Jaguarão.


CONVITE AOS JOVENS


CONVITE
Matriz do Divino Espírito Santo

 Convidamos especialmente os jovens que participaram da catequese, na Comunidade Divino Espírito Santo, a participarem da Missa do dia 18, às 20h, na Matriz, logo após haverá encontro para formação de um novo grupo jovem.
  
Obs.: Podem trazer convidados, que não participaram da catequese.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

PREPARAÇÃO À NOVENA EM HONRA AO DIVINO ESPÍRITO SANTO

Nesta sexta-feira, 18 de maio de 2012, às 20h; começa a Novena em Honra ao Divino Espírito Santo, Padroeiro da Paróquia Divino Espírito Santo e de Jaguarão.


pomba branca da paz Espírito Santo (1)
As casas das famílias pertencentes a área da Paróquia, estão sendo visitadas por paroquianos com a bandeira do Divino Espírito Santo, em preparação a Novena.




   INVOCAÇÃO AO DIVINO ESPÍRITO SANTO


Vinde, Espírito Santo, e enchei o coração dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.
   V. Enviai o vosso Espírito Santo e tudo será criado.
   R. E renovareis a face da terra.
   V. Oremos:
   R. Deus, que instruístes os corações de vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém.
Fonte da Oração: Livro a Comunidade Reza e Canta – Diocese de Pelotas. p. 183.

terça-feira, 8 de maio de 2012

O BOM PASTOR E AS MÃES



ERLIN, Pe. Luís, cmf. O Bom Pastora e as Mães. Revista Ave Maria. Embu.SP. p. 10,11. abril 2012.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

VÍDEO MÚSICA "A ESCOLHIDA"


PARA CANTAR JUNTO
A PEDIDO DA TURMA DE CATEQUESE
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=EU1WDbOS1J4

A ESCOLHIDA

Uma entre todas foi a escolhida:
Fostes tu Maria, serva preferida
Mãe do meu Senhor, Mãe do meu Salvador

Ref.: Maria, cheia de graça e consolo.
Venha caminhar com teu povo
Nossa mãe sempre serás

Roga pelos pecadores desta terra
Roga pelo povo que em seu Deus  espera
Mãe do meu Senhor, Mãe do meu Salvador

Ref.: Maria, cheia de graça e consolo.
Venha caminhar com teu povo
Nossa mãe sempre serás
Fonte: Livro a Comunidade reza e canta


terça-feira, 1 de maio de 2012

O QUE É CATEQUESE?


O termo CATEQUESE é comum na pastoral da Igreja Católica, geralmente significando o período de formação voltado aos sacramentos, especialmente à Primeira Eucaristia e ao Crisma.
No entanto, ao estudarmos os Documentos da Igreja e em especial o Diretório Geral para a Catequese e o Diretório Nacional de Catequese, fica claro que o seu significado é bem mais amplo. Assim, podemos definir como:
A catequese é um processo permanente de educação na fé que se realiza em primeiro lugar na família, com o apoio da comunidade cristã que assume sua missão fundamental de lançar os alicerces sobre os quais a fé se sustentará. Nesse processo, o catequizando deve ser o protagonista e ter como meta gestar uma história de amor que leve ao relacionamento íntimo com Deus. A catequese é o meio no qual cada um se torna sujeito da própria transformação.
A catequese só se realiza pela imersão na pedagogia de Jesus e na pedagogia de Deus, a pedagogia do amor, do acolhimento, da esperança, da compaixão. Essa imersão se dá em primeiro lugar pelo TESTEMUNHO de vida daqueles que se dedicam a catequizar. A partir desse Testemunho, segue o ANÚNCIO e finalmente se completa com a EXPERIÊNCIA da presença e do amor de Deus.
A experiência de Fé leva a pessoa e a comunidade a crer conscientemente, de tal forma que se sinta encorajada a viver radicalmente a proposta evangélica de Jesus, comprometendo-se com a ação profética que denuncia tudo que não está conforme a vontade de Deus, e anuncia a sua presença no mundo, tornando a própria vida o espaço sagrado onde se dá o encontro com o Pai.
O objetivo primordial da Catequese é levar ao amadurecimento da Fé, que se processa ao longo da vida em distintas etapas, respeitando o tempo necessário a cada um, e dando autonomia às pessoas para que possam compreender por si mesmas qual o caminho a seguir para que se tornem verdadeiros discípulos de Jesus, construtores do Reino de Deus.
[Para conferir e complementar o que foi dito, leia o Capítulo II do Diretório Geral para a Catequese; e/ou o Capítulo 2 do Diretório Nacional de Catequese]

PARA REFLETIR


















ALVES, Fernando Henrique, cmf. O que os jovens buscam na religião?. Revista Ave Maria. Embu. SP. p. 47, abril 2012.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

CERCO DE JERICÓ

A RCC de Jaguarão, a Paróquia Divino Espírito Santo

e o Pároco Pe. Hamilton Silva Centeno convidam para:

CERCO DE JERICÓ

DE 1° DE MAIO À 7 DE MAIO DE 2012.

Local: Na Capela da Santa Casa

Horário: das 11hs às 14hs

JESUS TE CHAMA!

FOTO SANTÍSSIMO

ORIGEM DO CERCO DE JERICÓ

          Tudo começou na Polônia, quando para obter uma vitória certa, alguns piedosos poloneses organizaram em seu país aquilo a que chamaram de Cerco de Jericó.

          O Santo Padre devia ir à Polônia a 8 de maio de 1979, para o 91º aniversário do martírio de santo Estanislau, Bispo de Cracóvia. Em fins de novembro de 1978, 7 (sete) semanas depois do Conclave que havia eleito João Paulo II, a Rainha Vitoriosa do Santo Rosário, Maria Santíssima deu uma mensagem precisa a uma alma privilegiada da Polônia, onde dizia: "Para a preparação da primeira peregrinação do Papa à sua Pátria, deve-se organizar na primeira semana de maio de 1979, em Jasna Gora, um Congresso do Rosário: 7 dias e 6 noites de rosários consecutivos, diante do Santíssimo Sacramento exposto".

          O Cerco de Jericó consiste num incessante "assalto" de rosários, durante 7 dias e 6 noites, rezados diante do SANTÍSSIMO SACRAMENTO exposto.

           Por que o Cerco de Jericó?

           No Antigo Testamento, depois da morte de Moisés, Deus escolheu Josué para conduzir o povo hebreu. Deus disse a Josué que atravessasse o rio Jordão com todo o povo e tomasse posse da Terra Prometida. Ora, a cidade de Jericó era uma fortaleza inexpugnável. Ao chegar junto às muralhas de Jericó, Josué ergueu os olhos e viu um anjo, com uma espada na mão, que lhe deu ordens concretas e detalhadas.

Josué e todo Israel executaram fielmente as ordens recebidas: durante 6 dias, os valentes guerreiros de Israel deram uma volta em torno da cidade. No 7º dia deram 7 voltas. Durante a 7ª volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus as muralhas de Jericó caíram...

No dia da Imaculada Conceição (8 de dezembro de 1978), Anatol Kazczuck, daí em diante promotor desses Cercos, apresentou a ordem da Rainha do Céu a Monsenhor Kraszewski, bispo auxiliar da Comissão Mariana do Episcopado.

Ele respondeu: ‘É bom rezar diante do Santíssimo Sacramento exposto; é bom rezar o terço pelo Papa; é bom rezar em Jasna Gora. Podeis fazê-lo.’

Anatol apresentou também a mensagem de Nossa Senhora a Monsenhor Stefano Barata, bispo de Czastochowa e presidente da Comissão Mariana do Episcopado. Ele alegrou-se com o projeto, mas aconselhou-os a não darem o nome ‘congresso’, para maior facilidade na sua organização.

          Como esse ‘assalto’ de rosários devia durar sete dias, e, tal como em Jericó, tinha-se certeza da vitória, deu-se-lhe o nome de Cerco de Jericó.

          O Padre diretor de Jasna Gora aprovou o projeto, mas não queria que se realizasse em maio por causa dos preparativos da visita do Santo Padre. Dizia ele: ‘seria melhor em abril’.

          ‘Mas a Rainha do Céu deu ordens para que se organizassem esses rosários permanentes na primeira semana de maio’, respondeu o Sr. Anatol.

          O Padre aceitou, recomendando-lhe que fossem evitadas perturbações.

          A Santíssima Virgem sabia bem que o Cerco de Jericó em maio não iria perturbar a visita do Papa, porque ele não viria. E, logo a seguir, as autoridades recusaram o visto de entrada no país ao Santo Padre, como tinham feito a Paulo VI em 1966. Consternação geral em toda a Polônia! O Papa não poderia visitar a sua Pátria.

           Foi, então, com redobrado fervor que se organizou o ‘assalto’ de rosários. E, no dia 7 de maio, ao mesmo tempo que terminava o Cerco, caíram ‘as muralhas de Jericó’. Um comunicado oficial anunciava que o Santo Padre visitaria a Polônia de 2 a 10 de junho.

Sabe-se como o povo polonês viveu esses nove dias com o Papa, o ‘seu’ Santo Padre, numa alegria indescritível!

           No dia 10 de junho, João Paulo II terminava a sua peregrinação, consagrando, com todo o Episcopado polonês, a nação polaca ao Coração Doloroso e Imaculado de Maria, diante de um milhão e quinhentos mil fiéis reunidos em Blonic Kraskokic. Foi a apoteose!

           Depois dessa estrondosa vitória, a Santíssima Virgem ordenou que se organizassem Cercos de Jericó todas as vezes que o Papa João Paulo II saísse em viagem apostólica.

           ‘O Rosário tem um poder de exorcismo’, dizem os nossos amigos da Polônia, ‘ele torna o demônio impotente’.

            Por ocasião do atentado contra o Papa, em 13 de maio de 1981, os poloneses lançaram de novo um formidável ‘assalto’ de rosários e obtiveram o seu inesperado restabelecimento. Mais uma vez, as muralhas de ódio de satanás se abatiam diante do poder da Ave-Maria.

           Em várias partes do mundo estão sendo realizados agora os Cercos de Jericó.

           A 2 de fevereiro de 1986, aquela mesma alma privilegiada recebia outra mensagem da Rainha Vitoriosa do Santíssimo Rosário: ‘Ide ao Canadá, aos Estados Unidos, à Inglaterra e à Alemanha para salvar o que ainda pode ser salvo’.

           Nossa Senhora não pede, mas ordena que se organizem os rosários permanentes e os Cercos de Jericó, se quizermos ter a certeza da Vitória”.

Orações de Poder II, pg. 104”

Origem do Cerco de Jericó. Disponível em:<http://www.rccbrasil.org.br/artigo.php?artigo=697>. Acesso em: 30/04/2012. 

domingo, 22 de abril de 2012

NOVA TURMA DE CATEQUESE

Segunda-feira, 16 de abril de 2012. Iniciou uma nova turma de Catequese,

com encontros às 11h no salão paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo.

Nova turma Catequese